Skip to content

Dólar opera em alta, negociado a R$ 5,30

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 17/05/2021

dólar opera em alta nesta segunda-feira (17), acompanhando o desempenho internacional da divisa norte-americana em sessão marcada pela aversão a risco no exterior em meio a temores sobre a disseminação da Covid-19 e dados fracos da China.

Às 9h13, a moeda norte-americana subia 0,58%, cotada a R$ 5,3013. Veja cotações.

Na sexta-feira, o dólar fechou em queda de 0,78%, a R$ 5,2705, mas acumulou avanço de 0,83% na semana. Na parcial do mês, tem queda de 2,96%. No ano, a alta é de 1,61%.

Fonte: TradingView

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

1. Falece Bruno Covas

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), faleceu neste domingo por complicações de um câncer em transição esôfago gástrica, após longo período de tratamento, informou em nota o Hospital Sírio-Libanês.

Aos 41 anos, Covas travava uma batalha com um câncer mesmo em meio à pandemia de coronavírus. Foi reeleito para o cargo em novembro passado e pediu licença no início deste mês após uma piora em seu quadro de saúde.

Com isso, a prefeitura da maior cidade do Brasil passou a ser comandada pelo vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB).

Em semana de indicadores econômicos esvaziados no Brasil, o grande foco é a CPI da Covid no Senado. Essa semana estão aguardados os depoimentos dos ex-ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Eduardo Pazuello (Saúde).

2. Elon Musk sacode os mercados

Criptomoedas estão sob forte liquidação após Elon Musk insinuar no Twitter que a Tesla (SA:TSLA34) (NASDAQ:TSLA) pode vender alguns ou toda a participação em Bitcoin.

LEIA MAIS: Musk dá a entender que Tesla pode se desfazer de Bitcoins que já recebeu

Musk reiterou seu desgosto recém-desenvolvido pelo impacto ambiental do Bitcoin, notavelmente o papel fundamental do carvão no processo de mineração. Ele também piorou a situação ao tuitar que o DogeCoin (DOGE/USD) estava em uma posição melhor para se tornar um meio de pagamento convencional, dizendo que “ganharia facilmente” se adotar o tipo de abordagem de processamento mais rápido que a comunidade fechada do Bitcoin recusou há três anos.

Por volta das 9h03, o Bitcoin caía 6,99% para US$ 45.609,7, tendo antes atingido uma mínima de três meses. No entanto, todos as outras criptomoedas principais também caíram, incluindo o Dogecoin, que recuou 4,3% para pouco mais de 50 cents.

CONFIRA: Cotação de mais de 5 mil criptomoedas

3. Um novo gigante do streaming; ações devem abrir em baixa

A AT&T está prestes a fechar um acordo para combinar sua unidade WarnerMedia com a Discovery, criando uma nova gigante de streaming com um valor de mercado de cerca de US$ 150 bilhões, de acordo com vários relatos.

A WarnerMedia, que abriga a HBO, CNN e o estúdio de cinema Warner Brothers, responde por quase metade dos US$ 230 bilhões da AT&T. Já a capitalização de mercado da Discovery de US$ 18 bilhões é em grande parte explicada por seus empreendimentos bem-sucedidos em programas de culinária improvisada e reformas em casa. Se tivesse acontecido alguns meses antes, o negócio teria gerado uma boa recompensa para a Archegos Capital de Bill Hwang, que havia feito uma grande e altamente alavancada aposta na companhia.

Há poucos detalhes sobre como o negócio seria estruturado, mas há potencial de desbloquear um valor substancial para os acionistas da AT&T, que viram seus retornos serem prejudicados pela enorme carga gerada pela fusão da AT&T com a TimeWarner em 2016.

Na pré-abertura em Nova York, os principais índices de futuros de Wall Street operavam em baixa. Às 09h06, Dow Jones FuturosS&P 500 Futuros e Nasdaq Futuros caíam respectivamente 0,46%, 0,43% e 0,53%.

EWZ, fundo de índice que replica o Ibovespa em Nova York, caía 0,77%.

CONFIRA: Cotação dos principais índices de futuro globais

4. Recuperação da China normaliza, mas boom imobiliário continua

A recuperação da China em relação à Covid-19 está normalizando, mostraram dados divulgados durante a sessão asiática. A taxa anual de crescimento da produção industrial desacelerou para 20% de 24,5% em abril, em linha com as expectativas, enquanto o crescimento das vendas no varejo desacelerou de forma mais acentuada, de 34,2% para 17,7%.

Já o mercado imobiliário da China também continua em alta, com os preços das casas urbanas subindo o máximo em oito meses em abril.

5. Inglaterra reabre, bem a tempo para uma nova cepa Covid-19

O Reino Unido deu seu maior passo individual até agora para a normalidade econômica, com um relaxamento significativo das restrições aos negócios e à vida social na Inglaterra. O setor de hospitalidade está mais uma vez aberto em seus espaços internos, embora sujeito a limites de capacidade, enquanto reuniões de várias famílias agora também são possíveis.

A proibição de viagens internacionais não essenciais também foi retirada, embora o pequeno número de países na “lista verde” de destinos do Reino Unido sugira que a temporada de turismo está configurada para um começo fraco.

A reabertura ocorre em um momento em que há sinais da propagação da nova cepa indiana do vírus Covid-19 na comunidade do Reino Unido.

https://br.investing.com/news/stock-market-news/fique-por-dentro-das-5-principais-noticias-do-mercado-desta-segundafeira-868548

https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/05/17/dolar.ghtml

Siga nossas redes

Veja mais