Skip to content

Dólar opera em queda, negociado ao redor de R$ 5,10

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 14/07/2021

dólar opera em queda nesta quarta-feira (14), com os investidores de olho na cena política doméstica e em busca de de pistas sobre o futuro da política de juros nos Estados Unidos.

Às 9h59, a moeda norte-americana 1,40%, vendida a R$ 5,1073. Veja mais cotações.

Nesta terça-feira, o dólar fechou em alta de 0,09%, a R$ 5,1799. Na parcial do mês, tem avanço de 4,16% contra o real. No ano, o recuo é de 0,14%.

Neste pregão, o Banco Central fará leilão de swap tradicional para rolagem de até 15 mil contratos com vencimento em janeiro e maio de 2022.

Fonte: TradingView

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira

1. Reforma tributária e presidente Bolsonaro internado

No Brasil, as atenções estarão voltadas às falas do presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) sobre o imposto de renda e aos demais debates sobre o tema depois da apresentação do parecer na terça-feira pelo deputado Celso Sabino. Lira elogiou o texto e disse que poderia ser votado ainda nesta semana. Analistas vêm alertando para o impacto fiscal da proposta.

Outro ponto de atenção é a internação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Hospital das Forças Armadas em Brasília. Bolsonaro sentiu dores abdominais durante essa madrugada e deu entrada no hospital para realizar exames. Nos últimos dias, o presidente se queixa de soluços persistentes.

Nota oficial do Palácio do Planalto informa que Bolsonaro está bem e deverá ficar em observação entre 24 e 48 horas, não necessariamente no hospital. Assim, a reunião entre os líderes dos Três Poderes da República para discutir as relações após atritos nos últimos dias foi cancelada.

Para além disso, será divulgado às 9h o IBC-Br de maio, considerado a prévia do PIB do Banco Central. A expectativa é de alta de cerca de 1% na comparação mensal.

NÃO PERCA: Evento aborda sobre Compliance, Segurança e Inovação no mercado de cripto, com participação de Roberto Justus

2. Política monetária ‘transitória’ depois de todos os sustos?

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, e a secretária do Tesouro, Janet Yellen, vão ao Capitólio para seu testemunho semestral ao Congresso, um dia após outro relatório de inflação mais forte do que o esperado reviveu as expectativas de que o Fed terá que retirar o estímulo monetário antes do que pensa.

Uma redução nas compras de títulos pode prejudicar o mercado do Tesouro, que enfrenta anos de oferta elevada se os democratas aprovarem o plano antipobreza de US$ 3,5 trilhões que eles acordaram na noite de segunda-feira.

O depoimento de Powell, que começa às 13h00 (horário de Brasília), vai mostrar se Powell – que repetidamente minimizou o pico da inflação atual como “transitório” – mudou seu pensamento à luz de um relatório que mostrou preços subindo amplamente em todo a economia. Os dados de preços do produtor dos EUA às 9h30 servirão como um aquecimento para o evento principal.

Em outros Bancos Centrais ao redor do mundo, as medidas de emergência implementados durante a pandemia são retirados. Agora, é a vez do Banco da Reserva da Nova Zelândia, dizendo que vai parar de comprar títulos no final deste mês, bem antes do previsto, e também deixou de falar sobre a necessidade de tempo para atingir sua meta de inflação. O dólar neozelandês subiu mais de 1% em resposta.

Já o Banco do Canadá, que já começou a reduzir suas compras de ativos, anunciará suas decisões de política mais recentes às 11h, enquanto o banco central da Turquia deve manter sua taxa básica de juros inalterada, após subí-la de 8,25% para 19% nos últimos sete meses.

3. Ações devem abrir em alta

As ações dos EUA devem abrir em alta, reagindo após a queda na véspera.

Às 9h03 , Dow Jones futurosS&P 500 futuros e Nasdaq 100 futuros subiam respectivamente 0,05%, 0,17% e 0,46%. Já o EWZ, fundo de índice que é referência para as ações brasileiras no exterior, opera estável.

A notícia de um aumento de 47% nos casos da Covid-19 nos EUA na terça-feira, o maior salto semanal desde abril de 2020, fez com que as ações cíclicas e de reabertura tivessem um desempenho inferior novamente. A Delta Air Lines se tornará a primeira das grandes companhias aéreas a apresentar um relatório sobre este trimestre antes da inauguração.

Os holofotes sobre os lucros bancários mais tarde podem ser mais intensos do que o normal, após os primeiros relatórios da temporada do JPMorgan (NYSE:JPM) (SA:JPMC34) e Goldman Sachs (NYSE:GS) (SA:GSGI34), ambos com resultados decepcionantes na terça-feira. Bank of America, Citigroup (NYSE:C) (SA:CTGP34), Wells Fargo e PNC Financial (NYSE:PNC) (SA:PNCS34) devem divulgar balanço antes da abertura do mercado.

CONFIRA: Cotação de índices futuros globais

4. A Apple deve lucrar com a miséria da Huawei

A Apple (NASDAQ:AAPL) (SA:AAPL34) pediu a seus fornecedores para produzir até 90 milhões de iPhones este ano, um aumento acentuado em relação ao primeiro ano da pandemia, de acordo com reportagem da Bloomberg citando fontes anônimas.

A notícia sugere que a fabricante do iPhone espera que a demanda por atualizações aumente substancialmente à medida que o lançamento de serviços 5G nos EUA e em outros lugares ganhe ritmo.

O relatório afirma que a Apple também está explorando os problemas da Huawei, cujo negócio de telefonia móvel tem sido prejudicado pelas restrições dos EUA ao fornecimento de componentes vitais.

A reportagem elevou as ações da Apple em 2,05% no pré-mercado, para um novo recorde histórico. Ações de fornecedores como Taiwan Semiconductor Manufacturing (NYSE:TSM) (SA:TSMC34) e Hon Hai Precision Industry (OTC:HNHPF) – também conhecido como Foxconn – também subiram na sessão asiática.

5. O petróleo cai após a desaceleração no estoque dos EUA

Os preços do petróleo bruto caíam nesta manhã, perdendo parte do ímpeto obtido por uma atualização de estoque do American Petroleum Institute, que mostrou outra redução de 4,1 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto nos EUA na semana passada.

A queda foi o décima nas últimas 11 semanas, embora tenha sido um pouco menor do que o esperado e também o menor em cinco semanas. Os dados de estoques do governo dos EUA devem ser entregues normalmente às 11h30 horário.

Às 9h12, os contratos futuros do petróleo WTI recuavam 0,27%, a US$ 75,06 o barril, enquanto os futuros do Brent tinham queda de 0,09%, a US$ 76,42 o barril.

Siga nossas redes

Veja mais

Exchange

Dólar opera em queda, abaixo de R$ 5,20

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 23/07/2021 O dólar opera em queda nesta sexta-feira (23), em um dia de recordes nos

Exchange

Dólar opera em queda nesta quinta-feira

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 22/07/2021 O dólar opera em queda nesta quinta-feira (22), após fechar abaixo de R$ 5,20