Skip to content

Dólar opera em queda nesta quarta com eleições incertas nos EUA.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 04/11/2020

O dólar abriu em queda nesta quarta-feira (4), com as atenções mundiais voltadas para a indefinição eleitoral nos Estados Unidos após o presidente Donald Trump declarar vitória e afirmar que irá a Suprema Corte mesmo com Joe Biden à frente na apuração.

Às 9h11, a moeda norte-americana era negociada a R$ 5,730, em queda de 0,32%. Veja mais cotações.

Na terça-feira, o dólar encerrou o dia a R$ 5,7612, em alta de 0,41%. Com o resultado, a moeda passou a acumular alta de 43,68% no ano.

Leia Mais – Fonte G1

Fonte : Tradingview

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado.

1. Trump mostra sinais de recuperação

O presidente Donald Trump pode deixar o hospital militar onde está sendo tratado para Covid-19 já na segunda-feira, de acordo com seus médicos, que sugeriram que ele estava se recuperando rapidamente do vírus.

Dito isso, tem havido dúvidas sobre o presidente receber prescrição de dexametasona – um esteróide genérico normalmente usado em casos graves -, o que pode sugerir que seu caso pode ser mais grave do que está sendo sugerido.

2. Ações saltam conforme a confiança do estímulo aumenta

Os futuros das ações dos EUA subiam, recuperando-se após as perdas de sexta-feira, à medida que grande parte da incerteza política decorrente das notícias da Covid do presidente Trump se dissipou.

Às 8h44 (horário de Brasília), os futuros do Dow subiam 209 pontos, ou 0,8%, enquanto o S&P 500 futuros subia 0,7% e os futuros do Nasdaq subiam 0,9%.

3. Casos de coronavírus continuam aumentando

O número de casos de Covid-19 agora totaliza mais de 35 milhões em todo o mundo, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, com muitos países sofrendo agora de uma segunda onda de infecções.

Nos EUA, nove estados relataram aumentos recorde de casos nos últimos sete dias, principalmente no meio-oeste e no oeste, onde o clima frio está forçando mais atividades em ambientes fechados. O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, também afirmou que fechará empresas e escolas a partir de quarta-feira em nove bairros do Brooklyn e do Queens, onde houve um aumento de infecções por coronavírus.

4. PMI de serviços dos EUA deve mostrar expansão lenta

O principal lançamento de dados econômicos dos EUA na segunda-feira será o relatório de PMI de serviços, um indicador da condição econômica geral para o setor não-industrial. Isso ocorre depois de relatório informando que a economia adicionou apenas 661.000 novos empregos não-agrícolas até meados de setembro, menos da metade do que criou no mês até meados de agosto.

Os analistas esperam que o PMI de serviços chegue a 56,3, ainda acima do nível de 50 que separa a expansão da contração, mas abaixo do nível de 56,9 visto no mês anterior. O lançamento é esperado às 11h.

5. Petróleo se recupera, mas aumento da oferta pesa

Os preços do petróleo se recuperaram na segunda-feira, depois de cair para seus níveis mais baixos em quase três semanas no final da semana passada, ajudados pela confiança renovada em torno do potencial para um novo pacote de estímulo.

Muito do foco em torno dos mercados de energia tem estado no lado da demanda, compreensivelmente, dado o impacto contínuo da pandemia de Covid-19. No entanto, o lado da oferta da equação pode em breve começar a aumentar em importância.

Leia Mais – Fonte Investing.com

Fontes:
https://g1.globo.com/economia/dolar/

https://br.investing.com/news/economy/fique-por-dentro-das-5-principais-noticias-do-mercado-desta-quintafeira-792780

Siga nossas redes

Veja mais