Skip to content

DÓLAR OPERA EM QUEDA NESTA QUARTA-FEIRA

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 08/07/2020

Dólar segue instável ante real com incertezas globais

O dólar abriu em queda nesta quarta-feira (8), com a cautela ainda ditando o tom dos mercados globais, diante do aumento nos casos de coronavírus nos Estados Unidos e riscos à recuperação da economia.

Às 9h29, a moeda norte-americana caía 0,14%, cotada a R$ 5,3757.

O dólar alternava leve queda e estabilidade ante o real no começo do pregão desta quarta-feira, já longe das mínimas do dia, depois de uma abertura mais positiva para a moeda brasileira na esteira do movimento no exterior e de dados favoráveis no Brasil.

As 10hrs observamos uma queda mais acentuada com o Dolár chegando a ser cotado a 5,32 queda de 1,0% no dia.

Mercado

Cenário externo

A volatilidade no mercado de câmbio nos últimos dias tem sido associada à perspectiva ainda nublada para a economia brasileira e global.

No exterior, o aumento de casos de coronavírus nos Estados Unidos e as previsões de recessão mais profunda do que era esperado na zona do euro reduziam as esperanças em torno de uma rápida recuperação da economia. Leia mais

Estados Unidos

Assessores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, avaliavam propostas para enfraquecer a paridade da moeda de Hong Kong ao dólar, informou a Bloomberg na terça-feira, citando pessoas familiarizadas com o assunto, embora a ideia não pareça ganhar força.

A proposta, possivelmente limitando a capacidade dos bancos de Hong Kong de comprar dólares, foi levantada como parte de discussões mais amplas entre assessores do secretário de Estado, Mike Pompeo, completou a Bloomberg. Leia mais

Mercado Brasileiro

O Ibovespa Futuro abre em alta nesta quarta-feira (8) com os investidores atentos a dados econômicos como o de vendas do varejo no Brasil, que subiram 13,9% em maio, na comparação com abril, enquanto os economistas esperavam um avanço menor, de 5,9%. Leia Mais

Após tombo recorde com pandemia, vendas do comércio crescem 13,9% em maio, diz IBGE.

Apesar do forte avanço, o resultado de maio foi insuficiente para o setor se recuperar da perda de 19,1% no acumulado em março (-2,8%) e abril (-16,3%), em meio aosimpactos da pandemia de coronavírus e das medidas de isolamento social.

Na comparação com maio de 2019, o comércio varejista teve queda de 7,2%, evidenciando o nível ainda bem baixo da atividade do setor.

O IBGE revisou o resultado de abril. A queda foi de 16,3%, e não de 16,8% como divulgado anteriormente. Já o recuo de março foi atualizado para uma queda de 2,8%, acima da leitura inicial de recuo de 2,5%. Leia Mais

Fontes: Fonte: G1Investing.comInformoney

Siga nossas redes

Veja mais